Fé 

Tem dias que sentimos como se tudo não fizesse sentido. Como se a vida devesse ser diferente, ou se nada estivesse certo. Tem dias que acordamos e olhamos em volta, e pensamos que poderíamos ter feito algo diferente para mudar nossa vida, que poderia ter nos esforçado mais ou feito mais… Ou poderia apenas ter vivido mais e nos preocupado menos com as coisas. Às vezes parece que a vida não colabora com a gente. Parece que não adianta, por mais a gente faça, nada vai dar certo. Que estamos fardados a cair. E por mais que a gente tente, sempre caímos… Tantas vezes que perdemos as contas, e perdemos a vontade de lutar. Às vezes deixamos de acreditar. Deixamos de acreditar em Deus, em anjos, em santos, no universo, nas pessoas, e em qualquer outra coisa que possa existir nesse mundo… Perdemos a nossa fé. Deixamos de acreditar em nós mesmos. Perdemos nossa autoestima, nossa vontade de viver, nossa vontade de chorar, nossa vontade de lutar, nossa vontade. Nós nos sentimos perdidos. Nos sentimos vazios. Nos sentimos sozinhos. Mas você está vivo. Você tem mais uma chance pra viver. Mais uma chance pra tentar de novo. Olhe a sua volta e veja quanta coisa boa tem pra você! Não desanime, você não está sozinho. 

Seus olhos

Que olhos bonitos você tem, menina. Não parece que já passou por tanta coisa. Não parece que aqui já passou uma história que te deixou tão triste. Que olhos bonitos você tem, menina. Não parece olhar tão distante e pensar na vida, nas distrações e problemas, nas grandezas e poemas, nas infinidades que a vida dá. Não parece olhar por dentro da nossa alma, preencher esse vazio, ter esse gosto tão fino, tão doce e peculiar. Você olha longe, menina. Por que nunca chega lá? Por que pensa que nunca vai alcançar? E quando chegar, você vai ficar? Não pode desistir, nem contrariar. Esses seus olhos bonitos, menina, tão cheios de vida, me conta o quanto você já sofreu, o quanto você sorriu e viveu, e o quanto você quer viver. Você quer viver, menina?

Carolina Ferreira 12/01/2019 20:24