Seus olhos

Que olhos bonitos você tem, menina. Não parece que já passou por tanta coisa. Não parece que aqui já passou uma história que te deixou tão triste. Que olhos bonitos você tem, menina. Não parece olhar tão distante e pensar na vida, nas distrações e problemas, nas grandezas e poemas, nas infinidades que a vida dá. Não parece olhar por dentro da nossa alma, preencher esse vazio, ter esse gosto tão fino, tão doce e peculiar. Você olha longe, menina. Por que nunca chega lá? Por que pensa que nunca vai alcançar? E quando chegar, você vai ficar? Não pode desistir, nem contrariar. Esses seus olhos bonitos, menina, tão cheios de vida, me conta o quanto você já sofreu, o quanto você sorriu e viveu, e o quanto você quer viver. Você quer viver, menina?

Carolina Ferreira 12/01/2019 20:24

Amadurecer

Eu quero crescer e amadurecer

Mas parte de mim ainda é uma criança inocente e ingênua numa noite de domingo

Sem ninguém para brincar, mas você está ali para me dar atenção

Você sempre estava ali quando eu precisava de atenção

E você brincou comigo

Não como os meninos costumam brincar de magoar sentimentos

Você brincou quando mais ninguém queria, e preencheu meu vazio nas noites que eu precisei

Mas eu sabia que você precisava de mais do que uma simples brincadeira de criança, porque ninguém gosta de brincadeiras inocentes

Você me puxou e eu não consegui sair, eu não entendi muito bem do que você queria brincar

Será que eu era infantil demais para entender? Talvez

A gente nunca saberá o que se passa na cabeça de alguém

Você se aproximou de mim e eu senti seu cheiro de cigarro

Suas mãos frias e grotescas estavam em mim

Era como se eu sentisse um gosto amargo em todo meu ser

Eu não entendia muito bem o que você queria mas naquele momento eu queria chorar

Seus dedos calejados sentiam meu corpo recém formado, gelado

Num frio úmido da noite você me olhou como um estranho ser que eu nunca tinha visto

Você disse que eu estava quente

Mas eu nunca me senti tão fria

A brincadeira tinha acabado

Foi quando eu percebi que todos os homens gostam de brincar à noite

Quando estamos sozinhas e desamparadas

Eu precisava ir pra casa

Não entendia porquê mas eu me sentia tão culpada

Então eu acordei chorando e minha mãe me acalmou

Disse que foi só um sonho e que já acabou.